Koala
Segunda, 30 de Janeiro de 2017

Hoje o nosso bebé faz um ano e meio. E foi o ano e meio mais cheio das nossas vidas. Cheio de confusão. Cheio de amor. Cheio de lágrimas. Cheio de gritos. Cheio de paixão. Cheio de caos. Mas um caos bom. Um caos bom ao cubo. O nosso bebé feliz, que quase nem uma palavra diz, é doido por morangos e kiwis. É meiguinho como mais ninguém, e maluquinho por esta Mãe. Em jeito de Koala, anda ao meu colo pendurado - para não dizer colado - para todo o santo lado. Bate palminhas por tudo e por nada, e adora uma boa e animada madrugada. Tem sono de passarinho, estômago de peixinho, e derrete tudo e todos com o seu beicinho. Está sempre-disposto, e mesmo sem dizer uma palavra, consegue tudo o que quer, e não se contenta com um sim qualquer. Aponta para aqui, acena para ali, e está feito. Assim é o seu jeito. Mostrou-me que o amor incondicional se divide e, ao mesmo tempo, se multiplica sem limites. Tem mimo de príncipe, mas porta-se como um Rei. É (ele e os manos) o bebé com que sempre sonhei.

[E hoje é isto, escrever para estes momentos nunca mais esquecer!]


Parabéns meu querido bebé. Seu bebé bom desta Mãe. E agora, se não se importar, vou tratar de o congelar!

Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães

Deixe o seu comentário!

Comentário submetido com sucesso.
Todos os campos são obrigatórios!
ver 0 comentários