Do tempo para fazerem tudo
Segunda, 16 de Janeiro de 2017

A questão das actividades extra-curriculares dá que falar, pois claro. Se sou a favor? Sem dúvida, mas com peso e medida. Claro está!

Cá em casa instituímos uma regra: cada miúdo escolhe o seu desporto preferido. E duas vezes por semana, lá vão eles, queimar energias e crescer com saúde. São as únicas noites em que pedem para ir para a cama!
O inglês, esse, é indispensável. Porque o futuro é deles. E o futuro é universal. A globalização fala mais alto do que nunca, e será a geração dos nossos filhos que irá beneficiar disso mesmo. Mas precisa de bases fortes, raízes sólidas, para florescer em beleza.
Já aqui falei acerca da Helen Doron e do quanto os meus filhos adoram esta escola. Aqui, o método de ensino é diferente. Também já aqui o disse. Aprender a brincar, assim é que é. E é por estas e por outras que os inscrevi nesta escola, como actividade extra-curricular. Porque nunca saem de lá cansados, nem com a sensação de que estiveram a estudar. É como se fosse uma brincadeira. Mas uma brincadeira rica, séria e que promete. Promete mundos e fundos. E vai cumprir. Com toda a certeza.
Agora uma ótima notícia: até ao dia 31 de janeiro, tragam um amigo, um conhecido, um vizinho, um primo, ou até um mini Maisena! Todos são bem-vindos para uma aula experimental totalmente gratuita. É agora ou nunca!



(Atenção: sou a favor das actividades extra-curriculares, sim. Mas também sou a favor do tempo livre. Do tempo ao ar livre. Do tempo para não fazerem nada. Do tempo para fazerem tudo - e com a Helen Doron, garanto-vos, há tempo para aprender, e para fazer um pouco de tudo).

Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães

Deixe o seu comentário!

Comentário submetido com sucesso.
Todos os campos são obrigatórios!
ver 0 comentários