Sabe tão bem estar de volta!
Sábado, 09 de Maio de 2020

Depois de mais de 50 dias à porta fechada, mantive o meu coração aberto a acreditar que podíamos continuar a fazer a diferença! Investi na loja online e trabalhei afincadamente e fora de horas noite adentro. Bem sabendo que no dia seguinte de manhã cedo, os meus filhos iriam precisar de mim. Mas preferi perder horas de sono, do que a confiança de quem sempre esteve do meu lado. De quem me deu força e nunca duvidou de que seríamos capazes. Se tive medo? Tive pois. Ainda tenho. Muito! Mas se há coisa que aprendi com tudo isto é a NUNCA desistir e a viver um dia de cada vez. Não pensar muito no futuro. Não sofrer por antecipação. E hoje estou feliz. Muito feliz e orgulhosa. De coração. Na nossa reabertura, não quis fazer muita festa, porque a altura em que vivemos não o permite. Mas o que recebi hoje foi muito melhor do que qualquer outra coisa: o amor das pessoas que por lá passaram a dizer olá. Que tinham saudades nossas. Que sentiram a falta do nosso burburinho. Porque não há melhor do que o carinho de um vizinho. A gratidão de todos aqueles que logo no primeiro dia vieram fazer compras na nossa loja, deixando palavras de ânimo e de coragem. Houve até quem viesse da outra margem!Hoje cheguei a casa verdadeiramente completa e com um sentimento enorme de dever cumprido. Só tenho pena que a máscara esconda um sorriso agradecido. Porque vale a pena acreditar. Nunca baixar os braços. E lutar! Comprem português. Apostem no comércio tradicional. Ajudem a economia local!

Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães