Rio acima
Segunda, 04 de Agosto de 2014
No sábado, apesar da chuva, tivemos uma tarde fora de comum, de tão sortuda. Apanhámos o barco, no porto da Régua, e lá fomos nós, a família em peso,  rio acima, até ao Pinhão. E que dia maravilhoso. Foi, sem dúvida, um passeio que nos encheu a alma e o coração.
A Régua está linda. Não era, mas ficou. O Museu do Douro, a marginal junto ao rio, os restaurantes e hotéis que nasceram e renasceram nesta cidade. Apetece lambuzar os nossos filhos de rebuçados da Régua e nunca mais os largar, enquanto passeamos pelas ruas bonitas deste sítio de pasmar.
Embarcar, subir a barragem, ouvir as histórias de cada margem, estar rodeados de vinha verde escura e reluzente, quase em forma de miragem, não é todos os dias. É uma parte do Douro que nos transporta ao de antigamente, com as quintas e herdades a reflectir no rio, o comboio histórico que se vê a passar e se ouve a apitar, quase em tom de calafrio, a luz do sol que parece que se transforma, que nos provoca um arrepio, a chegada ao Pinhão, com a sua paisagem de encantar...(não fosse ela considerada património cultural da humanidade). E a estação do comboio? Das mais bonitas que já vi. Com os seus 24 painéis de azulejos azuis bem portugueses, parece o cenário de um livro de Eça de Queirós. Lá, deve ter havido, com certeza, encontros e desencontros de amores e de desamores, dias inteiros de paixão e de louvores, famílias a despedirem-se, a reunirem-se, corações a partirem-se. Foi, aliás, a primeira coisa que pensei quando lá cheguei. Senti-me a entrar no livro dos Maias, talvez o meu preferido de todo o sempre.  Ai que país bonito em que vivemos, e muitas vezes nem sabemos...
Aqui fica a dica, se forem ao Douro, experimentem subir o rio, da Régua ao Pinhão, descendo depois de comboio, e digam-me se eu não tenho razão. Ah, e escusado será dizer que os miúdos deliraram (excepto quando o barco "falava", pois aí o M. os ouvidos logo tapava)!















Camisas dos boys Castelos nas Nuvens
Adoro, adoro, adoro!!!
 

 
P.S. Obrigada Avó N, Avó B, A, Timata e Titi pela melhor companhia do mundo!
Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães

Deixe o seu comentário!

Comentário submetido com sucesso.
Todos os campos são obrigatórios!
ver 0 comentários