Madrid te quiero!
Terça, 10 de Julho de 2018

Já tinha ido algumas vezes a Madrid. Mas não assim. Não tão desejosa de uma pausa de 48h. Não tão ansiosa por um jantar a dois. Por uns fins-de-tarde sem pressas nem rotinas. Namorar em Madrid foi ainda melhor do que tinha imaginado. 48 horas que souberam por 1000. Em arejo e em saudades. Devia ser obrigatório os casais terem pausas a dois. Devia estar escrito nas estrelas. Estipulado na lei. Só assim conseguimos ser melhores pais e melhores ouvintes. Só assim conseguimos ganhar asas para continuar a carregar os nossos filhos. Só assim conseguimos mais alento para as crises e desalentos da maternidade.

E Madrid não nos podia ter calhado melhor. Calor sem ser calor a mais. Pessoas nas ruas sem ser multidões a mais. Cafés, bares, restaurantes do mais cool e trendy que há. Museus que nos enriquecem a alma. Livrarias que nos fazem viajar com calma. Lojas que nos inspiram. Mercados que nos cativam. Comida e bebida do melhor que há. Fomos tratados como uns verdadeiros rajás. 

E por falar em rajá, o Palácio Conde de Miranda não nos poderia ter surpreendido mais. Um apartamento cosy, cheio de pinta, mesmo em frente ao meu preferido mercado de San Miguel. Conhecem melhor localização? Eu não! A simpatia, esforço e dedicação vêm-lhes do coração. Vê-se que são apaixonados por tudo aquilo que fazem. E incutem em cada apartamento um amor que se sente mal se entra. E que não se desmente quando por lá se fica. Quem não conhece, nem sabe o que perde. Quem está a pensar arriscar, força! Só assim se é feliz a viajar. 

Os meus locais preferidos? sem dúvida, o mercado de San Miguel. O parque do Retiro. O bairro de Salamanca. A Chueca! Mas o que mais gostamos foi perdermo-nos em cada esquina. Descobrir cada ruela como se fosse a primeira. Viajar por cada praça como se fosse a última. 

Em dois dias andamos 60 kms. Não pegámos uma única vez num táxi. Só assim é que se consegue conhecer uma cidade em 2 dias. Só se nos misturarmos com as gentes. As ruas. Os cheiros. As horas frenéticas. As rotinas ecléticas. 

Uma coisa vos digo, pelo menos uma vez na vida, toda a gente devia dizer: MADRID, TE QUIERO!


Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães

Deixe o seu comentário!

Comentário submetido com sucesso.
Todos os campos são obrigatórios!
ver 0 comentários