A conta que Deus fez
Quinta, 15 de Janeiro de 2015
Pois...bem sei que devia esperar até às 12 semanas...mas o tamanho da minha barriga não engana! E aqui estou eu, cheia de medo mas ESMAGADORAMENTE FELIZ, grávida de 10 semanas! Um misto de emoções tem invadido a minha cabeça (e o meu corpo também). Quando soube da novidade, fiquei literalmente sem palavras...porque não há nada que consiga descrever na perfeição aquilo que sentimos quando descobrimos que vamos ser Mães. Um arrepio na espinha, misturado com borboletas na barriga, mãos a tremer, joelhos a falhar, cabeça a andar à roda, bem ao estilo montanha-russa com vários loopings. O meu segundo pensamento foi: Meu Deus, o que é que vou fazer? Três bebés? Três?? Um...dois...três!?!? Mas logo, logo me veio à cabeça a sorte, a bênção, a dádiva que o menino Jesus nos veio dar este Natal. E nada substitui esta maravilhosa sensação que é a de gerar vida dentro de nós.
Sempre quis ter 3 filhos, só nunca me imaginei Mãe de 3 (se é que me entendem...)! Tenho medo, muito medo de falhar, de fracassar, de naufragar nesta viagem náutica por vezes tempestuosa. Mas sei, do mais profundo do meu ser, que ao amar tanto este bebé tudo, mas tudo farei para que nada lhe aconteça. Tudo irei fazer para o proteger, para não o fazer sofrer, para que ele nasça saudável e perfeitinho, tal como os manos.
Boy ou girl, não sei! Sempre quis ter uma boneca, não vou mentir. Enchê-la de golas, de rendas, de laços e de saiotes. Mas neste momento o que mais quero na vida é que este baby, baby venha cheio de saúde. É só isso que peço! Adoro os meus boys, por isso ficaria igual e absolutamente encantada se continuasse a ser eu a princesa da casa.
Sei que ainda é muito cedo para falar, mas já considero este bebé tão meu como os outros, tão amado, tão mimado, tão aconchegado.
Estamos todos absolutamente, incondicionalmente, esmagadoramente, incandescentemente felizes com a boa nova que este novo ano nos trouxe, na certeza de que vai ser, com certeza, um ano cheio de AMOR ao CUBO.  Porque 3 foi, sem dúvida, a conta que Deus fez.
 
 
E que seja muito bem-vindo a este mundo, seu querido e adorado bebé da Mãe.
Partilhado por Francisca Ortigão Guimarães

Mais lidos

Acompanhe em...

Etiquetas

Arquivo

O nosso showroom

O Maisena adora...